Angiospermas - tem semente e fruto. É vascular. Seus órgãos reprodutores são flores e suas sementes são envolvidas por folhas (carpelos) que originaom os frutos (normalmente formados a partir de um ovário).
Flor: conjunto de folhas modificadas formado por quatro verticilos (peças florais) : Cálice (sépalas), corola (pétalas), androceu (estames) e gineceu (pistilo), sendo as duas primeiras estruturas férteis (estruturas de reprodução que apresentam esporângios e produzem esporos), e as duas últimas folhas estéreis (protetoras das estruturas de reprodução).
Ciclo de vida: O órgão reprodutor masculino é o androceu e sua unidade é o estame (folha modificada). Na extremidade do estame há uma estrutura chamada antera, na qual ocorrem meioses que resultam em um grande número de esporos masculinos (grãos de pólen). Cada grão sofre uma mitose, originando duas células: a célula de tubo (grande) e a generativa (pequena). Quando madura, a antera liberta os grãos bicelulares de pólen e eles são transportados pelo vento, por insetos ou outros animais até o órgão feminino (pistilo) de outras flores. No pistilo, cada grão de pólen forma um tubo polínico (a partir da célula de tubo) e dois gametas masculinos (através de uma mitose da célula generativa). Os gametas são transportados pelo tubo polínico até o óvulo. O órgão reprodutor feminino é o gineceu e sua unidade é o pistilo. Sua base dilatada é o ovário, onde se encontra um óvulo, e dentro desse uma célula-mãe ou esporos femininos (2n) que entram em meiose e produzem 4 esporos femininos. Destes só há um esporo funcional, que sofre três divisões mitóticas e origina 6 células (5 estéreis e a oosfera) e 2 núcleos polares (saco embrionário).
Dupla fecundação: Dois gametas masculinos liberados no interior do óvulo fecundam simultaneamente a oosfera (originando um zigoto 2n, mais tarde, um embrião) e os núcleos polares (originando um núcleo 3n e, mais tarde, o tecido de reserva: o endosperma secundário). O óvulo cresce e origina uma semente que produz hormônios estimulando o crescimento das paredes do ovário e, assim, originando o fruto.