Biotecnologia : Aperfeiçoamento de seres para produzir materiais úteis para os seres humanos.

Melhoramento genético: usado pelos humanos há mais de 10 mil anos na produção de alimentos e no melhoramento de plantas e animais através de cruzamentos. É imprevisível e demorado.

Engenharia genética: conjunto de técnicas de laboratório muito recente, que permite alterar o DNA, eliminando ou acrescentando pedaços e, portanto, modificando as informações genéticas nele contidas. Consegue-se resultados mais previsíveis e em menor tempo.


Produção de DNA recombinantes

1- Enzimas de restrição ou endonucleases: enzimas produzidas por bactérias para se defender de vírus, que quebram o DNA desses em fragmentos menores
2- Eletroforese: separação de moléculas (proteína, DNA ou RNA) de acordo com seu tamanho e carga elétrica. Moléculas de DNA são carregadas negativamente. A velocidade de migração depende do tamanho dos fragmentos de DNA que se deseja separar. É utilizado unm gel como suporte para a migração das moléculas.
3- Coloração: depois da eletroforese, a placa de gelatina é tratada com brometo de etídio, que adere ao DNA e emite luz quando iluminado por UV.
4- Hibridização: em organismos eucarióticos o corte de DNA total por endonucleases produz tantos fragmentos de tamanhos tão diferentes que não é possível evidenciar as bandas, por isso, com a hibridização evidencia-se alguns fragmentos para compara-los.
5- Clonagem: purificam-se os fragmentos de DNA selecionados e, para se obter cópias desse, faz-se uma clonagem molecular, que pode ser feita em vetores que podem ser bactérias, vírus ou leveduras.
6-Inserção no hospedeiro: em animais (DNA retirado do vetor, purificado e introduzido no ovo com microagulha), em plantas (plasmídio se integra aos cromossomos de vegetais, bombardeamento de partículas de metal com DNA aderido)

Terapia Gênica: Com técnicas de genética molecular, inserem-se genes funcionais ao paciente e, quando as células morrem o problema volta.
Teste de DNA: Determinação de paternidade e criminosos. Sondas capazes de detectar trechos de DNA humano que variam muito entre as pessoas.
Transgênicos: Inserção do gene de uma espécie em outra, começa com a clonagem do DNA. É possível inserir genes de organismos de um reino em indivíduos de outro reino.